Spaceman promete revolução como pioneira na blockchain da Cardano


2 min de leitura
09 May
09May

O ramo de finanças descentralizadas, ou DeFi, tem crescido ao longo dos meses. 

Diversos desenvolvimentos já foram feitos em blockchains como Ethereum e Binance Smart Chain. 

O projeto Spaceman promete revolucionar o ecossistema DeFi, mas na blockchain Cardano.

Com um projeto que promete criar uma exchange descentralizada (DEX) e implementar outras importantes funcionalidades, o Spaceman ainda está em fase inicial. 

De qualquer forma, a equipe diversificada  por trás do projeto — que conta com integrantes em vários pontos do mundo — já se mostra ambiciosa.


Primeiros tokens deflacionários da Cardano

O token Spaceman tem como proposta ser o primeiro token deflacionário da rede Cardano. Para tanto, a equipe por trás do projeto pretende criar uma exchange descentralizada (DEX), chamada Syllena. 

Exchanges descentralizadas são ferramentas importantes para qualquer blockchain, tendo em vista a necessidade de projetos novos poderem listar tokens sem intermediários.


Bons exemplos são as DEX PancakeSwap e Uniswap, que se tornaram grandes pilares das blockchains nas quais estes protocolos se baseiam.


Por isso, o protocolo Spaceman visa dar à rede Cardano esse importante diferencial, necessário para que a blockchain se mantenha relevante no universo descentralizado. 

A blockchain, desenvolvida por Charles Hoskinson, foi escolhida pela equipe do Spaceman por conta de sua segurança e praticidade.


Além disso, as baixas taxas são outro atrativo. Uma vez que a Cardano tem suporte para tokens nativos, as taxas são pagas por meio do próprio token. 

Por exemplo, a rede Ethereum obriga usuários a pagarem em ETH as taxas de transações feitas com outros tokens, como UNI para UNI. Na Cardano, as taxas da mesma transação seriam pagas com o próprio UNI.


Divisão em três etapas

A primeira etapa do projeto Spaceman, chamada de Mercury, teve fim no dia 30 de abril. Com o fim da Mercury, novos membros foram acrescentados à equipe e o token foi oficialmente lançado.


A etapa em curso se chama Gemini

Ela abre inscrições para o programa Plutus Pioneer Program — que busca recrutar desenvolvedores para o projeto — e introduz a fase inicial dos gráficos do Spaceman, o Spaceman Charts.


Tendo em vista a vastidão do meio de DeFi, o Spaceman Charts busca agregar informações sobre tokens, facilitando a pesquisa de investidores por novos projetos. 

Dentre as funcionalidades dos gráficos estão: conectividade com a carteira do usuário, transações em tempo real e inclusão de informações relevantes — como volume, valor de mercado e liquidez de cada projeto.

Por fim, embora não tenha previsão para um white paper, o projeto Spaceman exibirá uma fase inicial do documento (conhecida como lite paper) entre julho e setembro. 

Trata-se do período referente à fase final, chamada de Apollo. 

Nela, os Spaceman Charts serão oficialmente lançados, bem como os contratos inteligentes da DEX Syllena.


Além disso, serão captados investimentos para o fundo de impulsionamento do projeto, o Catalyst Fund 9.

Projeto ainda no início

Spaceman é um projeto com propostas relevantes e, caso cumpra com suas propostas, pode se tornar pioneiro no ecossistema DeFi a nascer na Cardano.


É possível impulsionar o projeto investindo em seu token, o SML. 

Atualmente, ele foi lançado no padrão BEP-20, da Binance Smart Chain. 

Desta forma, as taxas são facilitadas para aqueles que desejam investir nos estágios iniciais do projeto.

Spaceman promete e em caso de reprise de casos de sucesso como Uniswap e PancakeSwap, os estágios iniciais valem ao menos uma análise por parte dos investidores.

Importante: este artigo tem objetivo exclusivamente informativo.

O CriptoEduca não se responsabiliza por qualquer informação contida nesse artigo.

Não somos consultoria financeira, invista seu dinheiro com responsabilidade.