Político de 19 anos tem R$ 138 milhões em criptomoeda polêmica


1 min de leitura
13 Dec
13Dec


Um político jovem de apenas 19 anos declarou ao governo ser possuidor de milhões de uma criptomoeda polêmica. Ao comentar o caso, ele afirma que poderá até vender seus ativos que comprou há cinco anos.

Quem tem criptomoeda no bolso normalmente não comenta o assunto. Mas ao se candidatar a um cargo político, os candidatos precisam declarar seus bens, e isso inclue as moedas digitais.

Nas eleições de 2020 no Brasil, por exemplo, muitos políticos declararam a posse de criptomoedas. Um candidato a vereador de um município do Rio de Janeiro até colocou o Bitcoin em seu nome da campanha.

Contudo, nenhum dos candidatos que declararam criptomoedas no Brasil se mostraram milionários no setor. Na Ucrânia, um dos políticos se mostrou um magnata das criptomoedas, com apenas 19 anos.

Político jovem é baleia de criptomoeda polêmica, “tem milhões de unidades”

As criptomoedas surgiram no mundo em 2009, com a chegada do Bitcoin. Ao longo dos anos, novas criptomoedas foram surgindo e agregando novas funcionalidades ao setor.

Uma delas, a Ethereum, acabou agregando a construção de programas descentralizados. Por outro lado, lançada em abril de 2014, a Monero (XMR) buscou criar uma tecnologia de moeda totalmente anônima.

Vale o destaque que a Monero é proibida em muitos países hoje por essa característica, ao lado da Zcash. No entanto, para um político jovem da Ucrânia, a criptomoeda Monero pode garantir seu futuro.

Rostislav Solod é político na cidade Kramatorsk, na Ucrânia, ele declarou possuir 185 mil Monero. Ele foi eleito, agora é o mais jovem político e cripto-milionário da cidade. Com o preço da Monero hoje, em R$ 745 por unidade, ele teria cerca de R$ 138 milhões na criptomoeda.

Em sua declaração pública na Ucrânia, o jovem político baleia da Monero citou que comprou suas moedas em 3 de dezembro de 2015. Ou seja, comprou seus milhares de Monero um ano após o lançamento. Além disso, em 2015, ele teria apenas 14 anos, sendo um visionário mirim das criptomoedas.

A Monero, cabe o destaque, é considerada a criptomoeda da deep web hoje. Dessa forma, é perseguida por governos em muitos países e é a preferida em ataques ransomwares.

Em seus planos, jovem quer emitir token e criar fazenda de mineração

Com a identidade revelada, Rostislav Solod agora deixa público suas vontades e planos. Em conversa com a Coindesk, ele teria começado no mercado de criptomoedas, mas nunca apreciou o Bitcoin. Já a Monero, por ser mais usada na deep web, atraiu sua atenção.

Ele declarou ainda que não gostava muito de escola, então buscou aprender sobre mercado financeiro e criptomoedas. Como político e empresário hoje, ele afirma concorda com uma regulamentação no mercado de criptomoedas.