NFT entenda o que é esse fenômeno e para que serve


2 min de leitura
  • Itens raros e colecionáveis estão ganhando suas versões digitais ao serem replicados em NFT.

  • Possuir um NFT é como possuir uma obra de arte, que pode ser valorizada e revendida.

  • Os cripto-colecionáveis também estão ganhando o universo dos games, permitindo sua popularização.


O que é NFT?

Mas, afinal, como esse mercado funciona? NFT é a sigla para Non-Fungible Token ou, em português, token não-fungível. 

Um token é um registro de um ativo em formato digital - neste caso, na blockchain , rede imutável que opera com muita criptografia e permite o funcionamento dos sistemas de criptomoedas, como o bitcoin .

 "Tokenizar nada mais é do que você pegar um objeto que tem algum valor e transferir ele para o mundo digital em uma blockchain".

Já um item não-fungível é algo único, que não pode ser substituído. 

Ou seja, qualquer objeto (real ou virtual) que seja raro e colecionável, pode ser replicado em um NFT e vendido dessa forma. 

Quando uma pessoa compra esse ativo, ela passa a possui-lo, através de um certificado registrado na blockchain.

Por mais que um meme possa ser visto por todas as pessoas, que um vídeo de Grimes possa ser assistido em qualquer plataforma ou que o primeiro tuíte de Jack Dorsey continue no ar, quem comprar qualquer um desses itens passa simplesmente a ter o status de possui-lo.

"É bem baseado no que é escasso, no que é raro, nessa questão de brilhar os olhos da pessoa. 

Por que a pessoa tem o ímpeto de ter aquele bem? 

Ela quer mostrar que ela possui aquilo. 

Por isso também que você ter registrado ali na blockchain é uma questão muito importante, porque agora as pessoas vão conseguir ver que ela possui aquilo" 

Por que as pessoas estão comprando NFTs?

Por mais que tudo isso pareça história de filme de ficção científica já que, na prática, quem possui um NFT não possui nada físico, esse universo pode ser bastante lucrativo. 

Possuir um token é como possuir uma obra de arte: algo único e raro que pode valorizar ao longo do tempo. 

O aquecimento no mercado de NFTs está criando um cenário de especulação financeira. 

Quando uma pessoa paga R$ 14 milhões em um tuíte, ela espera, é claro, vendê-lo por um preço ainda mais alto no futuro.

Mas não são só os milionários que estão aderindo à compra de cripto-colecionáveis


A maior parte do mercado de NFTs e a que gera mais dinheiro é a que envolve os jogos

"Até porque essa parte de itens exclusivos, bens de luxo, não é muito bem algo que vai para a massa. Já a questão dos jogos, é uma coisa muito mais popular, é uma coisa que pega", analisa.

Coleções online

Atualmente, da para comprar itens raros de jogos como NFT , por exemplo. "Existe uma sistemática muito interessante que está acontecendo nesse negócio dos jogos, que as pessoas estão comprando até pedaços de terra neles", comenta a especialista.